Sexta, 21 de Janeiro de 2022 04:58
63 98426-4893
Política Politica

Em agenda política sem público, Lula vira piada nas redes sociais: ‘vai fazer campanha home office’

Usuários questionam projeções de adesão popular em torno do líder petista.

13/01/2022 19h30
Por: Redação Fonte: Marcos Rocha l Raul Holderf Nascimento
Foto Divulgação José Cruz | Agência Brasil
Foto Divulgação José Cruz | Agência Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem sido alvo de chacota nas redes sociais.

O motivo, segundo os internautas, se dá pelo fato de o petista estar cumprindo uma série de encontros políticos pelo país sem atrelar o percurso a eventos de ruas, onde possa reunir apoiadores, simpatizantes e movimentos favoráveis a sua candidatura ao Palácio do Planalto.

No ano passado, sob a justificativa de não gerar aglomerações num momento em que a pandemia de coronavírus ainda não havia sido superada, a cúpula do PT optou por não inserir atos de rua na agenda do líder esquerdista. Com essa decisão, foi realizada uma turnê de encontros políticos no Nordeste sem contato direto com a população.

A decisão, que já chamava atenção, abriu margem para que opositores iniciassem uma série de questionamentos sobre a resistência duradoura no reduto petista.

Para muitos internautas, as recentes pesquisas eleitorais que mostram o ex-presidente na liderança isolada trazem uma diferença acachapante quando comparadas com o cenário visto nas ruas.

Logo, as sondagens não seriam um retrato da realidade, uma vez que não há eventos de apoio a Lula que reúnam quantidade expressiva de militantes, pelo menos por ora.

No Twitter, por exemplo, várias publicações que fazem menção ao assunto estão com alto engajamento na plataforma.

Ao clicar no termo ‘Lula Home Office’, é possível encontrar tweets com centenas de curtidas e interações.

Confira as principais reações:

— Lula vai fazer campanha home office. Ele não tem coragem de sair [às] ruas — disse Samantha Araújo.

— Estou dizendo isso há muito tempo. [risadas] Aliás […] ainda acho que ele não vai ser candidato. Estou esperando ansiosamente ele sair às ruas para contar suas mentiras e constatar que não tem receptividade. Vamos aguardar — comentou Jorge Cheade.

— É […] pelo andar da carruagem, o Lula ladrão vai fazer campanha home office. O covardão têm medo de ir [às] ruas sentir sua ‘imensa’ popularidade — emendou Luiz Cortez.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias