Rádio Ponto News
Play Store
Domingo, 22 de Maio de 2022 22:40
63 98426-4893
Geral Maranhão

IEMA certifica alunos dos Cursos de Formação Inicial e Continuada

A cerimônia de certificação acontecerá neste sábado (22), às 15h, no ginásio do IEMA Pleno Bacelar Portela, em São Luís.

20/01/2022 15h00
Por: Redação Fonte: Secom Maranhão
Foto: Reprodução/Secom Maranhão
Foto: Reprodução/Secom Maranhão
Participantes dos cursos de Formação Inicial e Continuada (Foto: Divulgação)

O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) vai certificar 3.000 mil alunos dos Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) realizados durante o mês de dezembro de 2021. A cerimônia de certificação acontecerá, neste sábado (22), às 15h, no ginásio do IEMA Pleno Bacelar Portela, em São Luís.

Os Cursos FIC foram realizados em 51 Polos em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Santa Rita, Mirador, Aldeias Altas, Barreirinhas, Imperatriz, São Vicente Ferrer, Guimarães e Alcântara. 

Clubes de mães, associações comunitárias, sindicatos, igrejas, terreiros e escolas públicas cederam espaço para 99 turmas de cursos nas áreas de estética, culinária, eletricidade, agricultura, corte e costura, operador de caixa, operador de solda, Libras, artesanato, entre outros.  A execução dos cursos envolveu 131 profissionais entre supervisores e professores formadores.

Os cursos foram viabilizados por meio do Edital IEMA Nº 12/2021, que trata da composição de Banco de Cadastro no Programa Bolsa Formação – FIC. Foram financiados com recursos provenientes da emenda parlamentar do deputado federal Bira do Pindaré. 

A iniciativa visa à ampliação e manutenção da oferta de cursos de educação profissional e tecnológica nas modalidades de formação inicial, formação continuada e de qualificação profissional denominadas Cursos (FIC), das unidades e polos do IEMA e/ou instituições parceiras, mediante as normas e condições estabelecidas neste edital. 

O coordenador dos Cursos FIC, Márcio Lopes, falou sobre a parceria do IEMA com as comunidades e destacou que trabalho conjunto para realizar os cursos foi muito bem recebido, ressaltando que as pessoas já criam expectativas de ofertas de novas atividades. “Destaco que o sucesso dos cursos está, em primeiro lugar, por mobilizar as pessoas por um objetivo comum, fortalecendo os vínculos comunitários e a solidariedade”. 

Para o coordenador, a qualidade dos cursos ofertados alimenta a expectativa de inclusão produtiva. “Pudemos constatar isso na avaliação que fizemos juntos aos alunos e quase 90% deles responderam que os conhecimentos adquiridos possibilitam novas oportunidades de geração de emprego e renda. Portanto, esse trabalho é grandioso por lidar com a autoestima e os sonhos de pessoas que historicamente foram excluídas de processos formais de escolarização e do mundo do trabalho”, explicou.

O Clube de Mães Maria Firmina, de Paço do Lumiar, foi um dos polos que recebeu os participantes e que representou a força das mulheres na organização da aula Inaugural dos cursos Acrigel Iniciante e o de Operador de Caixa. 

Outro polo que fez uma preparação primorosa da Aula Inaugural foi o Centro de Planejamento Comunitário da Vila São Luís (Cenplacom), na capital maranhense, que recebeu alunos dos cursos de Eletricidade Básica e Libras. 

O acolhimento funciona como um aquecimento para o programa de estudos que será desenvolvido e requer uma apresentação objetiva dos cursos e as possibilidades de aproveitamento do conhecimento como autônomo ou como contratado. E, claro, a hora do lanche, um dos momentos de confraternização, é sempre bem-vinda. 

Roberta Martins é presidente do Clube de Mães Maria Firmina de Paço do Lumiar. O Clube reúne mulheres em uma forte rede de solidariedade. “Temos necessidades e problemas comuns e estamos juntas para ajudar umas às outras. O Clube oferece atendimento médico e funciona como um local de referência para a comunidade. Conseguimos realizar os cursos de manicure Acrigel Iniciante e Operadora de Caixa, ferramentas que podem ser utilizadas para acessar ao mercado de trabalho”, afirmou. 

A Laís Cristina é manicure, fez o curso Acrigel Iniciante e valorizou a parceria entre o IEMA e o polo feminino Maria Firmina. “Foi um curso que eu desejava muito fazer e por isso sou muito grata ao IEMA e ao Clube de Mães pela oportunidade de me profissionalizar e receber novos conhecimentos e técnicas na minha área de trabalho”.

O polo Vila Bacanga ofereceu cursos de Doces e Salgados na culinária, e na área de estética, Designer de Sobrancelhas, para 60 alunos aprendizes da comunidade.  Os cursos aconteceram na Associação Cultural e Beneficente Amigos da Pereira Ramos. 

O polo da Forquilha aproveitou a área de culinária, com o curso de Doces e Salgados, e a área técnica com Montagem e Manutenção de Ar-condicionado. Ana Karine Aragão dos Santos, aluna do Curso de Doces e Salgados na União de Moradores da Forquilha, gosto de praticar das atividades. 

“Sinto uma imensa gratidão por ter participado e adquirido muitos conhecimentos. Vou transformar este curso em um meio de conseguir uma renda para mim. E também é um hobby. Posso fazer também os produtos para a minha família, como aconteceu nas festas de Natal e Ano Novo. Fiz algumas das delícias que aprendi no curso e minha família ficou maravilhada. Esperamos que aconteçam mais cursos na nossa comunidade para que a gente aprenda mais”, anunciou Ana Karine Aragão dos Santos.  

A supervisora do Polo Djoma de São Luís, Thaliana Isabel, celebra a oportunidade de congregação da comunidade. “É com alegria que o Djoma aplaude essa parceria de empoderamento comunitário. A nossa experiência foi e está sendo exitosa visto que as comunidades onde foram desenvolvidos os cursos os resultados foram positivos e, com toda a certeza, impactarão na perspectiva de geração de trabalho e renda”, anuncio. 

Thaliana Isabel afirmou que o Polo Djoma de São Luís agradece o empenho, competência e compromisso do IEMA em possibilitar a construção de conhecimento que gerará uma sociedade mais justa. “O Djoma também faz uma referência ao excelente parlamentar Bira do Pindaré que destinou emendas parlamentares para esse fim educativo e transformador. Obrigada pela experiência de coordenar ações pedagógicas e sociais como foram os cursos. Parabenizo os coordenadores do IEMA e presidência da instituição, os alunos e alunas, a participação dos instrutores competentes deste curso”.

A professora de Panificação e Confeitaria, Andreia Bastos, também conhecida como Andrea Bolos, comemorou o encontro com pessoas da comunidade. “Trabalho com confeitaria há sete anos e surgiu esta oportunidade para dar aulas aqui na minha comunidade, no Jardim Tropical, e, também, no bairro Luís Fernando. Tenho gratidão por mais um aprendizado. Fiz contato com várias pessoas e fui bem acolhida. Obrigada por essa grande oportunidade para expandir o conhecimento em uma área tão carente”, comemorou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias