Rádio Ponto News
Play Store
Segunda, 23 de Maio de 2022 00:09
63 98426-4893
Geral Política

Petrobras cometeu crime contra a população, diz Bolsonaro

Presidente também questionou se a empresa irá seguir a queda do preço do petróleo no exterior

12/05/2022 15h00
Por: Redação Fonte: Henrique Gimenes
Foto: Divulgação : EFE/ Joédson Alves
Foto: Divulgação : EFE/ Joédson Alves

Na noite desta terça-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro voltou a disparar críticas contra a Petrobras após o reajuste no preço dos combustíveis promovido pela empresa semana passada. De acordo com ele, a Petrobras cometeu um “crime” contra os brasileiros.

As declarações foram dadas durante uma entrevista à TV Ponte Negra, do Rio Grande do Norte.

O reajuste dos combustíveis da Petrobras foi anunciado no dia 10 de março, após 152 dias sem um aumento, de acordo com a empresa. No total, a gasolina teve alta de 18,7%; o diesel de 24,9%; e o gás de cozinha de 16%. Segundo a Petrobras, o movimento “vai no mesmo sentido de outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda”.

Ao criticar a medida, Bolsonaro afirmou que a empresa poderia ter esperado mais um dia antes do anúncio.

– Por um dia, a Petrobras cometeu esse crime contra a população, com esse aumento absurdo no preço dos combustíveis. Isso não é interferir na Petrobras, na ação governamental, é apenas bom senso. Poderiam esperar ao menos – apontou.

O presidente também falou que o preço do petróleo no mundo caiu e perguntou se a Petrobras iria reduzir o preço dos combustívei.s

– E quando eles deram um reajuste, o preço do petróleo lá fora estava em 130 dólares. Hoje está em 100 dólares. Agora eu pergunto: a Petrobras – que eu não tenho ascendência sobre ela, eu não mando na Petrobras – vai reduzir o aumento absurdo concedido na semana passada ou está muito bom para todos vocês da Petrobras? – indagou.

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias