Rádio Ponto News
Play Store
Domingo, 22 de Maio de 2022 23:40
63 98426-4893
Capital FLAGRANTE

Live de Gleisi, em 2017, já mostrava Lula desrespeitando o povo e se recusando a sair para a rua

Primeiro, ele se recusa a descer do ônibus, quando alguém sugere, e em seguida começam os ataques:

13/05/2022 08h30
Por: Redação Fonte: Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A deputada federal Gleisi Hoffman deve ter se arrependido, até o último fio de cabelo, ao ter feito uma live, durante chegada do ônibus que levava o ex-presidente Lula a uma cidade nordestina, em 2017.

No vídeo, até então escondido, mas que voltou a viralizar nas redes, Lula, algumas lideranças políticas e a equipe de assessores estão dentro de um ônibus.

Gleisi mostra algumas poucas pessoas com camisas, bandeiras e bonés vermelhos seguindo a comitiva. mas o que se destaca é a voz de Lula, ao fundo, reclamando, xingando e mostrando-se visivelmente incomodado de estar ali.

Primeiro, ele se recusa a descer do ônibus, quando alguém sugere, e em seguida começam os ataques:

“Nessa porcaria não”, diz Lula.
“Eu queria ver você ter a sensibilidade de ver a cara do povo de uma cidade que você não conhece, caralho, você está nessa porra deste celular fazendo o que? Dá uma olhada no povo, vê aí um velho da cidade pra tirar uma foto", diz Lula cobrando do assessor que arme alguma cena que possa ser registrada entre ele e alguém escolhido à dedo.
"Não é possível um povo insuportável, chato desse. O tanto de vagabundo”, conclui, xingando seus ‘apoiadores’.

Tanto Gleisi quanto o assessor ficam desconfortáveis com a situação e tentam contornar, enquanto o vídeo rola.

Gleisi mostra a rua e insiste que ‘a cidade inteira corre ao lado do ônibus’, enquanto é desmentida pelas próprias imagens.

Mas o que fica mesmo é o verdadeiro caráter daquele que se julga a ‘alma mais honesta deste país’.

Uma mistura de grosseria, arrogância, falsidade e medo de caminhar nas ruas, em uma só cena.

Aproveite para mostrar este vídeo para quele seu vizinho que anda com o boné do MST e pergunte o que ele acha!

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias