Quinta, 21 de Outubro de 2021 04:59
63 98426-4893
Política passaporte toxicológ

O "passaporte toxicológico" e a esquerdalha em pânico!

O projeto é um contraponto a outro que foi enviado por vereadores do PSOL, exigindo que se estabeleça a obrigatoriedade do passaporte vacinal

09/10/2021 10h30 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação Fonte: Nikolas Ferreira
Foto Divulgação/Reprodução Internet
Foto Divulgação/Reprodução Internet

Uma proposta de lei para que servidores públicos sejam obrigados a portar um “passaporte toxicológico” para comprovar que possuem condições de exercer o trabalho de prestação de serviço à população, foi apresentado na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

O projeto é um contraponto a outro que foi enviado por vereadores do PSOL, exigindo que se estabeleça a obrigatoriedade do passaporte vacinal (relacionado ao medicamento aplicado contra o coronavirus), para que as pessoas frequentem livremente, tanto espaços públicos como privados.

Segundo o autor da proposta do "passaporte toxicológico", vereador Nikolas Ferreira, o documento seria atualizado com exames periódicos. Diante disso, segundo o vereador, tem muita gente já entrando em desespero, caso a lei seja aprovada.

E imaginem o alvoroço dos esquerdopatas, que aparelham as repartições públicas, como no ensino médio, ensino superior e provas para concursos. E se criarem uma lei como esta, com validade para todo o território nacional e com detector de alteração no metabolismo?

Veja o vídeo:

https://www.pontoevirgula.news/video/64/que-tal-um-lpassaporte-toxicologicor-ja-tem-gente-preocupadah

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Direito e Justiça
Sobre Direito e Justiça
Ele1 - Criar site de notícias