Quinta, 21 de Outubro de 2021 04:58
63 98426-4893
Política Politica

Bolsonaro desabafa e revela chantagem covarde para tirar indicação de Mendonça ao STF

A indicação foi feita em 13 de julho, mas mesmo quase após três meses da divulgação no Diário Oficial

10/10/2021 17h00
Por: Redação Fonte: Redação
Foto Divulgação/Jair Bolsonaro (Reprodução)
Foto Divulgação/Jair Bolsonaro (Reprodução)

Na última sexta-feira (08), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a indicação feita por ele, de André Mendonça, para que ocupe a vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal.

A indicação foi feita em 13 de julho, mas mesmo quase após três meses da divulgação no Diário Oficial, a data para a sabatina de Mendonça ainda não foi definida pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre.

Bolsonaro afirmou que vem sendo chantageado para que altere a indicação à vaga, mas não divulgou quem seriam os autores da chantagem e não deu maiores detalhes sobre a maneira como ela vem sendo tentada:

“Como temos um problema sério pela frente agora, que eu indiquei um excepcional jurista, que é evangélico também, para o Supremo, e tem correntes que não ele quer lá, quer impor.
[Eles dizem:] ‘A gente resolve CPI, a gente resolve tudo, me dê a vaga do STF’”, apontou Bolsonaro.

Alcolumbre alega que a falta da definição de uma data para a sabatina de Mendonça na CCJ é devido a uma falta de consenso interno para a aprovação da indicação.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias