Quinta, 21 de Outubro de 2021 05:03
63 98426-4893
Política Politica

Covid deixou cerca de 12 mil crianças órfãs no Brasil, aponta relatório

Base de dados foi cruzada com informações de cartórios.

14/10/2021 09h30 Atualizada há 7 dias
Por: Redação Fonte: Raul Holderf Nascimento
Foto Divulgação/UnSplash
Foto Divulgação/UnSplash

Ao menos 12.211 crianças de até seis anos de idade ficaram órfãs de um dos pais por causa da Covid.

Os dados são de um levantamento da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil), entidade que representa os cartórios de registro civil do país.

O relatório, reproduzido pelo R7, cruzou dados dos CPF nos registros de nascimentos e, além disso, de óbitos, devidamente expressos no Portal da Transparência do Registro Civil com a série histórica do estudo Estatísticas do Registro Civil, do IBGE, entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano.

Ainda conforme o portal, os números mostram que 223 pais faleceram antes mesmo do nascimento dos filhos.

“Segundo o levantamento, 25,6% das crianças de até seis anos que perderam um dos pais na pandemia não tinham completado um ano de idade. Já 18,2% tinham um ano; 18,2%, dois anos; 14,5%, três anos; 11,4%, quatro anos; 7,8%, cinco anos; e 2,5%, seis anos. São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná foram os estados que mais registraram óbitos de pais com filhos nessa faixa etária.”

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Direito e Justiça
Sobre Direito e Justiça
Ele1 - Criar site de notícias