Segunda, 29 de Novembro de 2021 14:26
63 98426-4893
Geral Tocantins

Adapec realiza vigilância na divisa com Piauí para manutenção da zona livre da Peste Suína Clássica

Ação faz parte das estratégias de vigilância na zona limítrofe

25/11/2021 23h30
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Criatórios de suínos na divisa do Tocantins com o estado do Piauí - Foto: Regina Barbosa/Governo do Tocantins
Criatórios de suínos na divisa do Tocantins com o estado do Piauí - Foto: Regina Barbosa/Governo do Tocantins

Para continuar mantendo o status de livre internacionalmente da Peste Suína Clássica, equipes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) estão realizando entre os dias 24 e 26 de novembro, vigilância ativa na região limítrofe ao estado do Piauí, considerado não livre para a doença. O trabalho consiste na inspeção clínica de suínos, bem como orientações aos produtores rurais e recadastramento.

A responsável técnica pelo Programa Estadual de Sanidade de Suídeos, Regina Barbosa, explica que apesar da região ser de exploração agrícola, a ação é necessária para colaborar com a mitigação de risco, pois há no local pequena produção de suínos e também muitas barreiras naturais. “Vamos abranger as propriedades rurais, no raio de 10 km da fronteira do Tocantins com aquele estado, especificamente nos municípios de Mateiros e São Félix”, afirma.

Peste Suína Clássica

A PSC não é transmitida ao homem. Porém, a ocorrência de um foco implicaria em grandes perdas econômicas e repercussões sociais com o sacrifício de animais, interrupção das atividades das granjas, redução imediata da produção de carne, restrição comercial de países importadores de animais, carnes, produtos e subprodutos de origem animal, bem como de produtos agrícolas como a soja e o milho, já que alguns mercados só importam os vegetais de área livre da PSC.

Sintomas

Os principais sintomas da doença que acomete os suídeos (suínos e javalis) são: febre alta, perda do apetite, diarreias, paralisias, tremores, manchas hemorrágicas pelo corpo e andar cambaleante. Em caso de suspeita da PSC, o produtor deve comunicar imediatamente para a Adapec.

Divisão

Segundo o Ministério da Agricultura, a zona livre (ZL) de PSC do país inclui o Distrito Federal e 15 estados(RS, SC, PR, MG, SP, MS, MT, GO, RJ, ES, BA, SE, TO, RO e AC).

A zona não Livre (ZnL) é formada por Alagoas, Amapá, Amazonas (exceto região pertencente à ZL), Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Roraima.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias