Sexta, 21 de Janeiro de 2022 05:31
63 98426-4893
Artigo Opinião Politica

Brasil Sem Privilégios... Toda pressão sobre o indefensável senador Davi Alcolumbre

Aprovado na Câmara em 13 de julho, hoje o PL do fim dos supersalários completa 139 dias preso no Senado.

29/11/2021 14h00
Por: Redação Fonte: Percival Puggina
Foto Divulgação Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto Divulgação Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nota: recebi esta mensagem, fui ao site brasilsemprivilegios.com.br, onde assinei e aplaudi a petição. Travar o andamento do “PL do fim dos supersalários” é mais uma na conta do indefensável senador Alcolumbre.

Aprovado na Câmara em 13 de julho, hoje o PL do fim dos supersalários completa 139 dias preso no Senado.

O motivo? O senador Davi Alcolumbre, presidente da CCJ, é quem deve designar um relator para o projeto no Senado, e isso ele ainda não fez.

E o projeto não pode andar na casa sem um relator.

Enquanto isso, o Brasil é um dos sete países que mais gastam com funcionários públicos.

0,2% dos servidores federais têm supersalários, remunerações acima do teto de R$ 39,2 mil.

Essa "pequena" porcentagem, sozinha, é responsável por fazer os cofres públicos gastarem R$ 2,6 bilhões a mais todos os anos.

Já os supersalários do Poder Judiciário custaram ao menos R$ 12 bilhões desde dezembro de 2016.

"Um homem paulista que trabalhe há 10 anos no setor privado, por exemplo, e que ganhe R$ 2.532 hoje – o salário médio atual do Brasil, de acordo com o IBGE –, demoraria 20.403 anos para receber os mesmos R$ 39,2 mil do teto do funcionalismo", explica a CNN, com base na calculadora de supersalários do Centro de Liderança Pública (CLP).

Vamos pressionar Davi Alcolumbre e os demais senadores pela aprovação do fim dos supersalários no Senado!

Percival Puggina

Membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. Integrante do grupo Pensar+.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Opinião Ponto e Vírgula
Sobre Opinião Ponto e Vírgula
Onde o leitor tem a vez
Ele1 - Criar site de notícias